Archive for the ‘gesto de amor’ Tag

Conversando sobre o voluntariado

Conversando sobre o voluntariado…

Toda e qualquer ajuda é (e deve ser) sempre bem vinda na esfera da ajuda ao próximo. E quando falo de ajuda ao próximo, me refiro à genuína vontade de ser de utilidade a outro individuo em situação de carência. Seja em relação à saúde física,emocional ou qualquer outra área em que possa estar implicada a  interação de dois seres humanos:carência afetiva nutricional,física e muitas mais…

Nós estamos crescendo juntos, todos,cada qual em seu ritmo,mas todos precisando uns dos outros.Quem já trabalhou ou trabalha nessa tarefa sabe que ao doarmos nosso tempo e habilidades a outros,estamos quase sempre ganhando mais do que estamos dando.Assim é que se dá o crescimento pessoal.A auto-avaliação sistemática e a orientação de quem já está a mais tempo no trabalho, desde que bem construída e sempre no formato de critica construtiva será sempre bem recebida e de grande ajuda ao individuo que naquele momento”está” voluntário e não precisa ser perfeito para se doar a outro porque nenhum de nós é perfeito. Cada um ,em alguma esfera do relacionamento interpessoal,  tem suas dificuldades.E elas vão desaparecer aos poucos,sendo trabalhadas no seio do convívio social, famíliar,comunitário e em tantos outros dos quais participamos.

O voluntario não se prepara para ser um doador …ele aprende ao longo do tempo em que trabalhar no voluntariado ,como se doar,como sentir “junto” o que o outro sente  e como amparar o próximo como desejaria ser amparado e acolhido se estivesse na mesma situação.

Se em alguns momentos isso fica muito difícil, aí está o ponto a ser trabalhado pelo próprio individuo no seu crescimento pessoal. Ele acabou descobrindo uma das suas resistências à entrega ao próximo.Ele então,com certeza, buscará em si próprio o entendimento do porque e achará a força necessária para se superar.Conversar com outros pode ajudar muito,porque nós somos, por natureza ,seres gregários, não somos os indivíduos que “estamos “ hoje: egoistas  individualistas, alheios ao que nos cerca.E nesse caso,quanto mais de nós pudermos compartilhar essas dificuldades, reservadamente ou em grupos (de avaliação das dificuldades de doação pessoal na área de interesse geral), mais bem estaremos fazendo a nós mesmos, além de ajudar o outro (voluntário).


O impulso de ajudar é inato, quase sempre são os freios sociais e o ambiente ao redor que nos fazem retroceder na intenção. Não vamos impor mais essa dificuldade ao trabalho voluntario. Numa analogia às fases do nosso desenvolvimento (desde o nascimento, infância até a  idade adulta), poderíamos inferir que o aprendizado se dá ao longo do caminho,nas repetições das ações e nos resultados delas reverberando em nós;  alem dos exemplos de outros de nós , já mais experientes, que a todo momento podem operar mudanças mais rápidas no outro,se soubermos chegar ate ele com carinho, muita vontade de ajudar e uma grande dose de tolerância. 


Voluntário também precisa de ajuda. Todos nós precisamos de alguma maneira, em algum momento!

 

Sites a serem visitados:


http://www.ongarvoredavida.org.br/index.php?option=com_contact&task=view&contact_id=1&Itemid=11

http://www.gestodeamor.xpg.com.br

http://www.aecsprojetobrasil.com.br/aecs.htm


Objetivo da AECS segundo a própria entidade:

“Desenvolver um programa de educação para a saúde, que previna doenças, promover estudos visando o conhecimento de doenças, suas causas e prevenção,e fundar manter um Centro de Saúde que atenda a toda comunidade, tanto para o tratamento, quanto para educação das pessoas na área de saúde”.

O grupo: Associação das Agentes Educadoras Comunitárias de Saúde do Canal do Anil

Anúncios